sexta-feira, 6 de maio de 2011

Visão tricromática

Evolução da visão tricromática em primatas
Vou dizer que esse é o post mais complicadinho que já postei, provavelmente um não biólogo tenha um nível de dificuldade grande para entender, pois o post vai de cabo a rabo, da genética a evolução, mas eu acho que vale a pena queimar uns neuroninhos e tentar entender. Vou fazer um resumo bem simples: Todos nós, primatas, evoluímos de um primeiro grupo que antes habitava um continente único, e provavelmente esse grupo era de macacos que só enxergavam dois comprimentos de onda (visão dicromática). Na época na qual os dinossauros dominavam as pradarias de dia, aos mamíferos só restava a noite, uma visão ruim para cores era suficiente. Porém a Terra mudou, houve a separação dos continentes, os dinosssauros morreram e uma das explicações é de que um grupo de primatas flutuou até a América vindo da África e fundou o grupo de macacos conhecidos como do Novo Mundo. Acontece que todos os do Velho Mundo (África) tem visão tricromática, e alguns do Novo Mundo também! Isso mostra que essa maravilha ocorreu de modo diferente nessas duas regiões! Eu acho isso fantástico. Confesso que não vi inteiro o vídeo da palestra mas li esse assunto no livro "A grande história da Evolução" do Richard Dawkins (Cia das Letras) e também fiquei fascinado. Crie coragem e tente entender o post, é muito doido.

Eu acho esse macaco muito bonitinho

6 comentários:

marcia.pavan3577 disse...

O título parece um trava língua! rs Os meninos estão te acompanhando.

Pedro Meloni Nassar disse...

Bitão, esse macacquinho aí é o macaco-de-cheiro, cujo gênero é Saimiri. Existem algumas espécies de Saimiri na América do Sul. Esse aí pode ser o Saimiri sciureus, mas não me arrisco, porque em geral são todos muito parecidos.
Em Mamirauá se encontra o macaco com a menor área de vida do novo mundo, chamado macaco-de-cheiro-da-cara-preta, Saimiri vanzolinii.
Abraço

Vinícius Penteado disse...

Valeu Pedro, eu chamava ele de mico-de-cheiro. Quando eu era criança queria ter um, pendurado no meu ombro, deixando meu cabelo fedido que nem o diabo.
Um abração

Vinícius Penteado disse...

Oi Márcia, adorei você me seguindo e adorei saber que os meninos estão acompanhando. Espero que eu possa fazer com que eles se interessem ainda mais por Ciência, pra que eles fiquem tão inteligentes, legais e modestos como os tios.
Um beijo pra você e pros três

Karin disse...

Novamente, amei!

Vinícius Penteado disse...

Brigado Karin
Abraço