sábado, 31 de dezembro de 2011

Reparos

Portifólio de animações
Não estou fazendo propaganda dessa empresa, apesar de estar divulgando aqui (não é tão incoerente assim), é que as animações são tão legais que vale a pena você passar e dar uma olhada nelas, só pra aproveitar um pouco a trabalho bem feito dos outros e para ter uma pequena noção das várias estratégias possíveis que podemos utilizar para fazer reparos no nosso corpo, seja colocando uma válvula nova no coração, seja juntando dois ossos que se esmigalharam numa queda. O site me foi indicado pela Ana Feracin, professora de história que trabalha comigo (brigado, Ana) e ela me disse que seu marido utiliza esses vídeos em algumas aulas de ortopedia devido a ótima qualidade. E é bom mesmo, é uma bela maneira de mostrar de forma lúdica procedimentos que exigem tanta técnica e mão na massa, porque no vídeo aparece tudo como se fosse mágica, na prática os cirurgiões tem qua fazer uma baita força para colocar tudo no lugar. Não deixe de ver o HEAL e o K2M. E que você tenha uma ótima passagem de ano, se divirta. Ano que vem estou de volta.

Tchau, ano velho

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Me engana que eu gosto

O mundo das ilusões ópticas
O site não tem o mais bonito dos layouts, nem é um dos melhores que eu já vi, mas ele coloca várias artimanhas visual-cerebrais todas na mesma página para facilitar nosso deleite, e é essa a grande qualidade dessa indicação. Nós enxergamos com nosso cérebro, os olhos são somente a porta de entrada para a luz que reflete nos objetos, e podemos enganá-lo se soubermos quais são suas fraquezas, e enganar o cérebro é sempre algo divertido, tem figura que parece que se mexe, mas está totalmente parada, tem outras que mudam de forma dependendo de qual olhar você lança sobre elas, tem as que fazem você ficar tonto. Pode ser que você já tenha visto todas elas (eu tinha visto várias mas não todas), se você já viu guarde esse endereço só pela compilação, se vocÊ ainda não viu você vai gostar com certeza. Boa diversão.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Desatado

Um gato a gravidade zero
A gravidade foi o nome que demos a força capaz de atrair dos corpos com massa. É ela que mantem nossos corpos próximos a superfície, ela que mantem a Lua na posição que está, o Sol na posição que está e todo o resto. É possível então "enganarmos" a gravidade? É, e eu não vejo a hora de fazer isso, olha o Stephen ai todo alegrão, então não fique achando que o gato do vídeo sofreu, ele deve ter achado tudo muito esquisito mas não sentiu dor nenhuma, então sem essa de ficar com dó. Aproveite a experiência de ver como o gato se retorce todo (parece que ele está eternamente caindo) enquanto está dentro desse avião com movimentos que só são interessantes nessa altitude, se isso acontecesse com um avião comercial ninguém ia achar graça. Se não conseguir viajar para o espaço durante a minha vida já ficarei satisfeito de dar uma voltinha nessa avião, não vejo a hora.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Evodevo

Eles tem olhos atrás da cabeça
A manipulação das células com o intuito de descobrirmos como tudo funciona é algo realizado já faz anos, minha mulher e vários amigos meus já trabalharam com essa frente de pesquisa e vários seres vivos são utilizados nesses experimentos: tem fungo, mosca, rato, galinha, anfioxo, planta, bactéria e tem o Xenopus, que é uma rã. O que esse grupo de cientistas conseguiu fazer foi produzir um olho num local da cabeça no qual ele não deveria ter se desenvolvido. Legal né? Mas isso já tinha sido feito antes, com outra técnica e em outro bicho, a Drosófila, a mosquinha de fruta, eles foram capazes de manipular seus genes e fazer crescer um pé na cabeça, por exemplo (história com pé na cabeça). O diferente agora é que eles fizeram isso alterando a polaridade de determinadas células, a diferença de potencial elétrico da membrana foi alterada pois eles injetaram um tipo de RNAm capaz de fazer com que novos canais de membrana fossem construídos. São essas alterações nas cargas elétricas de dentro e de fora das células que elas usam para se comunicarem e liberarem neurotransmissores. Eles foram capazes de fazer com que a célula tivesse o sinal ideal para que a construção de um olho fosse realizada, mas em um local diferente do usual. Enfim, leia o texto e saiba que esse foi um outro passo importante na pesquisa do desenvolvimento de órgãos e pode nos trazer benefícios enorme num médio espaço de tempo. O trabalho foi publicado na revista Development e ai embaixo está a foto de uma de suas capas, que foi tirada pela Hozana Castillo, já uma colaboradora do blog. Brigado Hoza. Quem me indicou essa reportagem foi meu ex-aluno Hudson Boschiero, brigado Hudson.

Resumindo: uma técnica de marcação neuronal num embriãozinho

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Desvio Padrão


Estatística: pequeno glossário
Saiba de uma coisa, ciência é estatística e ponto final. Se aquele seu experimento foi super bem pensado, você trabalhou dias e dias a fio, tratou seus animais, varou a noite, esperou reagentes durante semanas, discutiu as técnicas, leu artigos e, no final de tudo, seus dados não foram estatisticamente significativos, pode sentar e chorar. Não é tão exagerado assim mas na prática é quase isso. Eu sofri muito nas minhas análises estatísticas e, se não fosse a santa da Ana Almeida, outra das minhas amigas biólogas, eu não teria conseguido nem erguer a cabeça, mas por mais que ela tenha me ajudado eu não consegui os dados que eu esperava conseguir e tudo isso é muito frustrante, mas paciência, é assim que o mundo é, se os dados não mostram diferenças não podemos considerá-lo, a matemática não mente, pelo menos essa é sua prerrogativa. Leia o post, ele é bem simplesinho mas é ideal pra você começar a entender um pouco dessa ferramenta que direciona os passos de todos e de tudo.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Beleza Pura

"Bela demais para não ser verdadeira"
Ótimo post realçando o Eureka da ciência, aquele momento no qual o bom cientista é capaz de chegar a uma solução maravilhosa que ainda ninguém foi capaz de elaborar, aquela que é o passo que estava faltando para a corrida poder continuar. Ele também discute que essa "luz" que de vez em quando brilha na cabeça de alguns abençoados é produto do muito pensar no tema, e não uma simples "ideia maluca que surgiu do nada", não que isso não exista, mas a probabilidade disso acontecer é muito minúscula. E não é que sempre é possível se maravilhar com a natureza? Meu ótimo aluno Victor Cecon me trouxe essa foto ai embaixo, ele encontrou essa pequena aranhinha verde e resolveu sacar a máquina; quando ele aproximou a foto viu que parecia que tinha um smile desenhado nela, e não é que parece mesmo! Achei tudo muito legal e compartilho com você. Agradeça ao Victor! Valeu Victor.

Doido demais para não ser verdadeiro

domingo, 25 de dezembro de 2011

La Nuit Étoilée

Fotógrafo australiano registra o rastro das estrelas no céu
Ah essas fotografias lindas do céu noturno, essa é pra alegrar seu natal. A Laíz Antunes, uma de minhas alunas, foi a responsável por me enviar essas fotos. Brigado Laíz. Ele posicionou sua câmera em um determinado ponto e através de uma técnica especial foi capaz de registrar os rastros deixados pelas estrelas conforme o planeta se movimenta, as fotos ficaram lindas e é impossível não lembrar na hora dos céus lindos que Van Gogh pintava, os arabescos são muito semelhantes as imagens que o fotógrafo conseguiu capturar. Veja e se anime. Feliz Natal, que nessa reunião familiar todos estejam de bom humor e se divirtam pra valer.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Pavor Inato

Desse até eu tenho medo =)
O cheiro do medo
Sabe aquele medo natural que muitas pessoas possuem de ratos, cobras, baratas e afins? É um medo incontido que nos atormenta quando temos contato visual com o animal, provavelmente uma característica dos nossos ancestrais que fez com que eles tivessem vantagens ambientais, já que com o medo desses animais o risco de pegar uma doença mortal seria menor, eles viveriam mais e melhor, gerariam mais descendentes, que teriam maiores probabilidades de carregarem o medo junto com eles. Esse nosso medo visual é encontrado em ratos na forma de medo olfativo, ratos que são criados em laboratório não podem sentir o cheiro de animais como o gato sem que seus cérebros fiquem cheios de pavor. Gatos que fogem na presença dos predadores vivem e - continue seguindo o mesmo raciocínio aplicado aos humanos. O que nos leva ao seguinte entendimento da situação, se formos capazes de identificar o perigo sem nunca termos que entrar intimamente em contato com ele teremos vantagens adaptativas das mais valiosas e o mundo será nosso. E o mais legal é saber que, se uma barata subir no seu pé você não ficará doente, mas mesmo assim não conseguir controlar seu medo ancestral e ter um chilique daqueles e provavelmente perder sua honra e qualquer tipo de respeito que os outros tinham por você.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Metilações

Epigenética oferece novas pistas para doenças mentais
Nesse link principal você vai encontrar só uma pequena amostra da matéria, o que eu quero mesmo que você veja são essas duas pequenas explicações aqui e aqui, que já dizem exatamente a que vieram e mostram um pouco de como funciona a epigenética, numa tradução bem pobrezinha: aquilo que fica em cima dos genes. Nossos genes interagem com proteínas chamadas histonas, e também interagem com outras pequenas moléculas como radicais metil, por exemplo. O importante disso é que esses radicais podem se ligar e se desligar dos genes, e isso interfere no poder de ação gênica, fazendo com que um gene se expresse mais ou menos. Um dos diagramas mostra claramente um caso padrão de epigenética, e o outro mostra um caso específico, se as mães de camundongos os tratam com carinho e zelo, o número de metilações nos genes da cria diminuem e eles também serão pais zelosos. Já se a mãe é desnaturada, o número de metilações nos genes dos filhotes aumenta e eles apresentam um comportamento igualmente desnaturado quando adultos. Achei o estudo demais, mostra que o comportamento pode influenciar definitivamente a ação gênica, não influenciando no tipo de gene do genótipo, mas sim se ele será expresso ou não. Em outras palavras, o meio no qual você vive pode interferir na sua "genética" de maneira decisiva. Nesse ano o ENEM cobrou um pouco do assunto, eu já tinha falado um pouco sobre ele aqui, mas com os diagramas de hoje ninguém mais pode falar que não sabia.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Planeta Estepe

Um "superterra" e uma oportunidade
Só tem um problema, a gigantesca distância, para chegarmos lá teríamos que descobrir um maneira de estagnar o funcionamento das nossas células, mantê-las inteiras e depois de algumas centenas de anos sermos capazes de voltar a usá-las como se nada tivesse acontecido, isso tudo voando num foguete a velocidade da luz. Impossível? Não sei, de fato não sabemos nada, mas já pensou que maluco um grande foguete, no qual as pessoas fossem todas "congeladas" por algumas centenas de anos, um foguete que se movimentasse com um combustível que ainda não foi inventado, mas que se reciclasse sei lá como. Chegando ao planeta elas teriam bem pouco com o que contar, teriam que começar tudo do zero. Tem um série nova que se chama Terranova, no qual uma turma é mandada para a própria Terra, só que há alguns milhões de anos, a ideia tinha tudo pra ser muito bem trabalhada, mas a série é chata de dar dó, eu já assisti 8 episódios só porque fui muito insistente. Mais louco ainda, mandar a turma pra lá e, daqui a 600 anos, os humanos terrenos não existirem mais, e ai a turma de lá não conseguiria se comunicar com a Terra, porque aqu9i não existiria mais ninguém!! Já to viajando muito aqui e nem estou em foguete algum, viaje com seu cérebro também.

Todos a bordo

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Sacrifício


Entre chimpanzés e vírus
Há pouco publiquei um post sobre pesquisa animal, você pode ver aqui, e agora estamos tratando dos animais mais parecidos conosco, os grandes primatas (e os pequenos também). Eles são usados em pesquisas para se testar vacinas e, por enquanto, são a via mais eficiente possível para se chegar a uma solução. Eu não gostaria de morrer de hepatite e se, para isso, fosse necessário o uso de chimpanzés como cobaias, eu seria à favor. É um pensamento egoísta, eu sei, mas acho que é o instinto de sobrevivência falando mais alto. Será que, se fosse ao contrário, eles teriam algum pudor de fazer experiências conosco para salvar a própria pele. Não, mas provavelmente vários deles iriam querer nos dar as melhores condições de vida possível enquanto fôssemos seus prisioneiros. Cercear a liberdade é ruim, mas nós cerceamos a dos nossos cachorros, por exemplo, não inoculamos doenças neles, é fato, inclusive damos vacinas periódicas, que foram testadas em outros cachorros!! Quer dizer que vários cachorrinhos lindinhos foram submetidos a anestesias e serviram como cobaias para que as vacinas de hoje fossem funcionais. Criancinhas não podem ser sacrificadas, então que sejam os chimpanzés. Nós temos que mostrar todo o respeito possível por eles, os tratando com as melhores condições possíveis, mas entenda que, por mais parecidos conosco, eles não são humanos, assim como os cachorros também não o são. Estou aberto a ouvir todos os comentários possíveis a respeito, sim, eu tenho dó dos coitadinhos, mas tenho mais dó dos humanos, não dos crápulas, mas daqueles de bom coração que sofrem com determinada doença que poderia ser curada graças ao sacrifício dos nossos primos. Exponha suas ideias ai nos comentários. Ah, e veja o vídeo sobre a reportagem aqui. Viva aos chimpanzés.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Reação

Neutrinos mais velozes que a luz: a reação dos cientistas
Outro ótimo post do Gustavo, desta vez ele estava super profícuo e fez dois textos de uma só vez, ai em cima eu disponibilizei um post também muito legal que te redireciona para outros tantos que escreveram sobre o tema neutrinos, que ainda vai dar muito o que falar.

By Gustavo Lepore
O mundo científico está passando por grandes revoluções e novos desafios nos mais variados e vastos campos de conhecimento. Hoje, em uma conversa entre amantes das ciências não fica de fora o tenebroso assunto “dos neutrinos”. O Prof. Vinícius postou bastante já sobre o assunto, e acho que isso intriga tanto ele quanto intriga a mim.
O cientista alemão Albert Einstein, através de experiências junto do outro cientista denominado Planck, mostrou e provou que a luz é constituída de partículas denominadas fótons, mas ao mesmo tempo essas partículas tinham a capacidade de se comportar como onda, ou seja, os estudos de ondulatória também “batiam” com os resultados das experiências mostradas por Einstein e Planck. Calculada a velocidade da luz no vácuo (na física também conhecida como “c”) com um valor de aproximadamente trezentos mil quilômetros por segundo (300mil km/s), seguiu a afirmação, com provas, de Einstein a qual afirmava que nenhuma matéria (ou seja, algo que possui massa e ocupa lugar no espaço) poderia atingir uma velocidade maior que a da luz “c”.
Esta afirmação, dada por Einstein foi, digamos, a mais bem aceita e utilizada pela física nos últimos tempos, pois era dada como verdade absoluta, ou seja, um axioma físico. Assim surgiu o valor provado das unidades do sistema internacional de medidas, como o “metro”, que é a distância em que a luz percorre em trezentos bilionésimos de segundo. Também os estudos físicos de óptica, na qual o índice de refração em um meio, “n”, é dado por um número tal que n>1, em que nos cálculos se utiliza como constante a velocidade da luz no vácuo; e a mais importante de todas: o estudo da antimatéria, também por Einstein (não só por ele), na qual surgiu a famosa equação E=mc². Esta equação narra a quantidade (absurda) de energia liberada “E” pelo encontro da matéria com a antimatéria (na qual “m” é a soma das massas) e “c” é a velocidade da luz. Só pra saber também, essa equação é utilizada na produção de bombas de antimatéria ou até mesmo em procedimentos médicos (olha a medicina aí de novo!) como a PET Scan, que nada mais é do que adquirir imagens utilizando Pósitrons de contraste em moléculas de glicose que serão ingeridas pelo paciente.
E então, veio um grupo de pesquisadores com estudos sobre as partículas remanescentes de decaimentos beta, dizendo que os “neutrinos”, nos grandes colisores de hádrons (LHCs), atingem um velocidade maior que a velocidade da luz “c” no vácuo. Ora pois! Se os neutrinos são partículas e possuem matéria, mesmo que pequeniníssima, isso não era impossível segundo Einstein? Pois é, esses pesquisadores com este ótimo trabalho ousaram contrariar este axioma físico proposto por ninguém mais, ninguém menos que Einstein e agora os estudos apontam que isso pode realmente ser verdade, ou seja, por questões de nanossegundos (na faixa de 0,000000001 segundo) os neutrinos podem viajar em uma velocidade maior que a da luz.
Nada ainda comprovado, mas há uma grande chance de isso ser verdade. Imagine a grande revolução que isso poderá fazer na física? Não que Einstein errou em tudo, mas se ele pôde errar em algo, acho que agora não vai faltar pesquisas que contrariem Einstein em praticamente tudo, e a velocidade da luz no vácuo “c” não poderá mais ser utilizada como constante propriamente dita. Revolução total.
Anexo: Pósitrons ->  elétrons com carga positiva, ou seja, o par antimatéria do elétron.
Gustavo Lepore (anakin_lepore@hotmail.com)

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Problemãozinho

O problema da resistência a antibióticos
Outro super texto do Gustavo, falando do que provavelmente será a causa mortis de muitos de nós. O assunto é cabeludo e faz a gente pensar no quanto a falta de logística pode nos fazer mal. Leia.


Para excitar os químicos e farmacêuticos, no ano internacional da química, estamos com um “problemãozinho” na área da saúde. O aumentativo por causa do efeito que ele pode ter, e o diminutivo por causa do tamanho da fonte do problema: uma bactéria.
O uso abusivo de medicamentos antimicrobianos (os famosos antibióticos) foi fator seletivo de linhagens de bactérias que possuem um gene para uma enzima que destrói a função antimicrobiana dos antibióticos, o anel betalactâmico. Esta enzima, chamada de betalactamase, destrói o princípio ativo dos antibióticos mais eficientes que se encontram hoje para o uso no tratamento de infecções bacterianas.
Vários antibióticos extremamente eficientes, como a meticilina, passaram a ser simples fagócitos das células procarióticas. Linhagens de Staphylococcus aureus ficaram famosas, com o nome MRSA (sigla em inglês para “Staphylococcus aureus resistente à meticilina”), aterrorizando hospitais com surtos de infecções, principalmente em hospitais com infra-estrutura precária, onde os instrumentos invasivos (cateteres, objetos perfurocortantes, etc.) viraram o transporte destas bactérias para dentro do organismo humano.
As bactérias possuem vários métodos de se reproduzir, como a cissiparidade e a troca de material genético, mas um específico consiste na reprodução interespecífica (uma espécie de bactéria com outra espécie de bactéria) através da ajuda de alguns vírus de ciclo lisogênico. Estes vírus são parasitas de bactérias e utilizam das organelas e nutrientes da desta para a sua replicação, e acabam mesclando no DNA ou RNA dos novos vírus que surgirão este gene que confere resistência aos antibióticos. Este novo vírus, então parasita outra bactéria, e injeta seu DNA ou RNA para dentro da célula continuando o ciclo, e este se mescla com o DNA bacteriano, conferindo a esta nova bactéria, a resistência aos antibióticos.
Desta maneira, temos hoje várias linhagens de bactérias com resistência ao anel betalactâmico, como por exemplo, as Escherichia coli.
Políticas de higienização diminuirá os casos dessas infecções, porque elas já conseguem deixar o ambiente hospitalar e atingir populações e comunidades. Ficar ciente de que o culpado disso somos nós, com o uso abusivo de antibióticos (quem nunca ouviu falar ou nunca tomou amoxicilina? Haha), então os antibióticos devem ser utilizados com a prescrição médica e na dosagem prescrita, para evitarmos uma maior proliferação destas superbactérias.
Provavelmente a grande solução disto tudo será a criação de um antibiótico não betalactâmico eficiente. Há de se esperar isso, não? Viva o ano internacional da Química!
Gustavo Lepore (anakin_lepore@hotmail.com)

domingo, 18 de dezembro de 2011

Sucção Precisa

A latrina dos deuses (ou, a cólonização do espaço)
Fiquei com nojo e com dó quando li esse post. Nojo por saber que todo aquele lixo espacial, aqueles objetos como satélites e afins, são mais lixo do que pensei, uma boa parte deles deve estar toda envolta por uma camadinha fina de cocô, só uma crostrinha, bem delicada. E dó por saber que os astronautas tem que treinar colocar seu fiofó no lugar certinho no assento sanitário na estação espacial mais próxima, aqui no planeta eles treinam com uma câmera e um videozinho. Então olha só que momento cheio de honra: você, um oficial de patente, escolhido para tripular uma expedição espacial, chega a uma salinha, abaixa suas honrosas calças, senta na privadinha e, olhando para uma pequena TV, tenta achar seu furico.....Sucesso!! sua acoplagem foi perfeita, quando a bomba de sucção for ligada seus dejetos serão levados para o lugar certinho. Adorei o post e adorei o vídeo acoplado, não deixe de assistir, é muito vergonha alheia, e é produzido pela NASA. Sucesso!!

sábado, 17 de dezembro de 2011

Cessando as Cesárias

Abortamentos e cesarianas
Não acho que ninguém deve sentir dor, é ruim, deprime, exaure, mas algums dores são inevitáveis, quando controláveis, como as dores do parto, por exemplo. Dói, fato, mas pode ser que essa dor inicial seja infinitamente melhor do que a dor pós cirurgia, porque cesária é sim uma cirurgia, e uma dum tipo bem agressivo, daquelas que eu não desejo para a maioria da população. O texto discute a cesariçazão que vem crescendo no mundo e que pode muito bem ter começado aqui no Brasil, o que é uma grande pena, sermos os responsáveis por disseminar uma prática que deveria ser usada somente em casos especiais. O autor também discute que isso cabe a mulher decidir, mas que ela deveria ser orientada decentemente por um médico e parece que isso não está sendo feito de forma correta e que uma corrente dizendo que a cesária é a melhor opção sempre está se espalhando de vento em popa, e essa não é a verdade. Natural é parto normal. Imagina poder fazer todo o processo sem ter que abrir a cavidade abdominal e correr o risco de pegar uma infecção hospitalar dos diabos? Isso é possível, é só deixar a criaturinha escorrer pela vagina e chegar ao mundo toda lambuzadinha. Futura mãe, pense muito sobre o caso, discuta com seu médico e veja qual será a melhor opção para você, aposto que você será uma sortuda e trará essa maravilha ao mundo por parto normal.

Ao pé da vida

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Bichos Escrotos

Criptologia de mesa de cozinha
O post é meio bobinho mas juntou dois assuntos dos quais eu gosto muito, massinha e bichos esquisitos. Quando eu era pequeno eu era craque em fazer esculturas de massinha, eu lembro que adorava, nem sei porque parei, deveria ter me aventurado mais na área e hoje estar aqui fazendo aqueles stop motion tipo Wallace e Gromitt que é tão legal e que fez tanto sucesso, ainda é tempo, mesmo com toda a tecnologia sempre tem a turma que gosta do retrô! O autor do post está escrevendo um livro sobre criptologia, que é uma área que estuda os animais "estranhos" (já falei um pouco disso aqui) tipo ET de Varginha ou monstro do lago Ness, ele mostra que, dependendo do ângulo de observação, um grupo de golfinhos, por exemplo, pode parecer um monte de "corcovas" enfileiradas, como se todos fossem parte de um agrande serpente gigante que, sei lá porque cargas d´água, nadaria botando suas costinhas pra fora. Se achar muito doido procure mais sobre o assunto que você vai gostar.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Metabolismo Primeiro

Mais nonsense na sopa primordial
Quando explico origem abiótica da vida no planeta falo da formação de moléculas orgânicas a partir de compostos inorgânicos que existiriam na Terra primitiva mesmo com total ausência de seres vivos. Um experimento famoso de Miller mostrou que isso era possível num sistema que simulava o planeta há bilhões de anos, então porque não aconteceu também naquela época? Ele estava buscando evidências que ratificariam as ideias que se tinha sobre a origem e que se baseavam nas de Oparin e Haldane, outros grandes cientistas. Uma recente descoberta da Nasa mostra que determinados L-aminoácidos são produzidos em maior quantidade em situações como a de objetos extraterrestres, que chegariam aqui ao planeta trazendo tudo prontinho, bastando que tudo se organizasse numa maravilha orgânica. O que o autor do blog defende, e muitos outros também, e a teoria do metabolismo primeiro, que prega que primeiro surgiram moléculas orgânicas muito mais simples, como o acetato, por exemplo, e a partir de reações químicas que envolveriam essas outras moléculas foram se formando, mas de forma gradativa, da menos complexa até a mais complexa, os aminoácidos mais simples, e depois a partir deles os mais complexos, e tudo aqui mesmo na Terra, sem que fosse necessário a chegada de nucleotídeos e aminoácidos de outro planeta. Eu gostei, apesar dessa teoria ainda exigir evidências o caminho é muito interessante, começar bem do comecinho é sempre mais atrativo pro cérebro, ele adora esse passo-a-passo. O autor é um renomado escritor de livros de bioquímica, o blog dele é muito completo e traz muitas informações, nesse post que eu indico tem vários links, acesse todos eles para se inteirar mais sobre essa teoria e saber quais são os problemas com a teoria da sopa primordial. Gostei muito!

Divertido

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Medalha de Honra


DNA - a dupla hélice
Joguinho divertido no qual você tem que emparelhar certinho as bases nitrogenadas num processo de duplicação das moléculas de DNA e depois tentar adivinhar de qual organismo ela pertencia, e é mais difícil do que parece, achei rápido demais, não estava esperando, achei que ia ser bem lerdinho, mas é totalmente cumprível. Só o joguinho já vale, mas ele faz parte de uma série de jogos disponíveis, de todos os tipos possíveis, desde eletrocardiograma, quiralidade, transistores e tudo mais, e tudo isso está hospedado no site oficial do prêmio Nobel, além desses jogos você tem acesso a todos os ganhadores nesses anos todos e pode saber um pouco mais sobre eles e sobre suas pesquisas, que foram dignas de receber essa bolada em dinheiro e esse prestígio mundialmente reconhecido. Xerete no jogos e se divirta, dá pra passar um bom tempo nesse site e não se cansar.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Milisegundos Marcantes

Quem tem medo de mensagem subliminar?
Podemos dizer e não dizer, mostrar e não mostrar, já até discutimos um pouco disso aqui, mas as mensagens subliminares são uma febre, vira e mexe tem alguém mostrando um desenho na qual se encontra um objeto que não deveria estar lá, e geralmente é algo fálico (é a tara humana inata), algo que remeta a sexo. Tem gente capaz de ficar horas assistindo um desenho pra conseguir achar uma imagem na qual parece que o Aladin está excitado, por exemplo (e ele está conversando com o gênio, credo). O que o post nos mostra é que uma equipe de cientistas testaram recentemente as mensagens e notaram que tudo depende da situação, você pode sim ser influenciado por uma mensagem que conscientemente não sabe que invadiu seu cérebro, mas tudo depende da sua condição, da sua disponibilidade. Enfim, dê uma olhada no texto e saiba que não são tão facilmente influenciáveis assim (ah, como é bom se enganar!).

Mensagem submarina =P

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Minutos de Sabedoria

Minuto da física
É um canal do Youtube com vários filmetes de aproximadamente 1 minuto que tentam mostrar de forma rápida e divertida alguns conceitos importantes da física e da ciência em geral. Não deixe de assistir o que fala do gato de Schrödinger, o do laser e o da energia escura, alguns inclusive tem legenda em português. Essas iniciativas só trazem benefícios, li alguns comentários e notei que algumas pessoas discordam da maneira como determinado assunto foi mostrado, logicamente isso vai existir, falar de um assunto complexo em tão pouco tempo exige que se cometam alguns pecados, mas todos eles podem ser redimidos se os vídeos aumentarem a curiosidade do espectador em desvendar assuntos tão cerebralmente desafiadores, e eles fazem exatamente isso. Assista.

E os minutos vão passando...que sejam proveitosos

domingo, 11 de dezembro de 2011

Feiticeira

Feiticeira, feiticeira, feiticeira!
Esse animal faz parte de um dos grupos que compõem a super classe dos peixes, junto com os tubarões e os lambaris, um outro animal muito próximo tem o nome de lampreia, e pode ser que você o conheça por esse nome. Ambos não possuem mandíbulas, são esguios e produzem um muco pegajoso e gelatinoso quando se sentem ameaçados que é capaz de evitar que um predador os devorem, o muco, quase que instantaneamente, é liberado na boca do condenado que os mordeu, e ele fica com aquele sorriso amarelo todo nojento, do tipo me f***, e tem que sair de fininho. Tem vários vídeos no post, os mais legais são o primeiro, o segundo e o quarto, então nem perca tempo nos outros. Esses animais, assim como os tubarões, também não possuem ossos, todas as suas vértebras e outras estruturas do esqueleto são formadas exclusivamente por cartilagens, além disso a coluna é muito flexível, elas são capazes de dar um nó no corpo, muito loco. São importantes economicamente como alimento, chineses os comem (como se existisse algum bicho que eles não comam), e portugueses também, tem um arroz com lampreia, tipo um risoto bem melado, que deve ser uma delícia.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Mártires

Sobre a pesquisa
Já sei quem vai me receber quando eu morrer: o grande rei rato. Ele vai me mostrar as centenas de mortes sob minha responsabilidade e vai me fazer pagar por cada um dos que tiveram sua derrocada nas minhas mãos. Não gostava de fazer experimentação com os animais, morria de dó, nem vou contar aqui como eram meus experimentos, mas eles foram aprovados por uma comissão de ética da experimentação animal, foram tratados com o máximo de cuidado que éramos capazes de dar e morreram da forma menos sofrida possível. Saiba que não é legal, mas é o que temos pra hoje, espero mesmo que possamos achar um equivalente para os experimentos, ou até um modelo melhor que não envolva o sacrifício desses coitadinhos, mas a pesquisa não para, e por enquanto muitos irão nos ajudar nas pesquisas. O que esse site faz é explicar a importância do uso de animais e como eles são tratados, tentar tirar o peso injusto que algumas pessoas depositam nas costas daqueles que estão tentando encontrar respostas para perguntas que podem melhorar a qualidade de vida da sociedade. Tem bastante informação, procure a sua resposta, e lembre-se de sempre olhar por todos os lados possíveis antes de tirar uma conclusão precipitada, é difícil, não se engane.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Bebê Dinossauro


Maravilhoso ninho de dinossauros encontrado cheio de bebês
É a primeira vez que se encontra um ninho de dinossauros com 15 filhotinhos que aparentam terem morrido com 1 ano, são de uma espécie semelhante a dos tricerátops (dá só uma olhada aqui) e provavelmente recebiam o cuidado parental, algo típico de mamíferos e de aves, mas mais raro nos répteis (alguns crocodilos tem algo parecido). Até então se imaginava cuidado parental nos dinossauros mas não se tinha uma evidência fóssil tão importante, alguém colocou esses filhotinhos todos juntos e estava tomando conta deles, isso é bem provável levando em consideração o que temos hoje para comparar, mas pode ser também que eles se mantivessem todos juntos quando filhotes, sozinhos, como uma estratégia de proteção, por exemplo. Essa é a graça da paleontologia, fazer previsões do passado possuindo poucas evidências, é mesmo um belo exercício de imaginação, imaginação levada a sério, cada vez que encontramos um fóssil como esse temos mais algumas palavras para escrever no livro da vida. Quem sabe um dia teremos ele quase todo preenchido, só com as últimas páginas em branco esperando o capítulo derradeiro, e quem sabe um epílogo.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Implausibilidade do Colágeno

Colágeno: um suplemento implausível para dores nas juntas
Ótimo texto pois, além de ser de utilidade pública e falar de uma doença que provavelmente se desenvolverá em todo mundo, ainda fala sobre a indústria dos remédios "cientificamente comprovados". Nós todos teremos dores nos joelhos, se dermos sorte teremos esse sofrimento bem tarde na corrida da vida. Existe cura? Não, mas é possível diminuir a dor da inflamação e ainda continuar fazendo exercícios. Sabendo desse mercado enorme uma turma de oportunistas canastrões colocam a venda produtos que vendem uma falsa cura, como o caso dos medicamentos com colágeno (pegue na pele da parte interna do seu antebraço e aperte, você vai ter noção da consistência de um tecido rico nessa proteína) que, quando ingerido, é degradado no nosso sistema digestório e acaba sendo desmontado nas mesmas estruturas que virão da carne que você come, por exemplo. Você comendo um belo bife ou gastando uma grana no suplemento da farmácia vai estar ingerindo o mesmo produto, e nem precisa ser um bife de primeira. Leia o texto, ele está bem completo e deixa claro a relação artigo em revista e eficácia real, muitas vezes esses dois não tem uma boa relação, e quem paga o pato são aqueles que tem dor e não vêem a hora de se livrar dela.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Tem Gente


O mundo com 7 bilhões
E quando é que isso vai parar ou diminuir ninguém ainda sabe, o que parece pelas previsões é que, em 2050, seremos mais de 9 bilhões de pessoas no mundo, é muita gente. E gente precisa de condições mínimas de higiene, saúde, educação, esporte, lazer, segurança e alimentação. Como faremos para dar conta disso tudo? Não faremos, provavelmente a maior parte dessa população estará vivendo abaixo das condições mínimas, sobrevivendo é mesmo a melhor palavra, apesar de ela já estar estigmatizada e batida, a maior parte dessa gente não terá a chance de se desenvolver por completo, não terá a chance de usar todo seu potencial cerebral, não por falta de querer, mas por falta de oportunidade. Veja toda a série de reportagens da BBC, não se limite só ao gráfico que eu indiquei aqui, ela está bem feita e nos bota pra pensar.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Escala

Trocando a Lua
E se, ao invés de termos a Lua lá na posição que hoje ela ocupa, tivéssemos Júpiter, por exemplo. É o que você pode ver nesse post, um vídeo curtinho e divertido. Se você assistiu Melancolia (aquele que mostra um pouco da nossa vã existência perto do fim iminente) vai lembrar um pouco do filme quando chegar a vez dos nossos grandes planetas gasosos. Na foto ai embaixo você tem uma noção dos tamanhos dos planetas, apesar de não ter a noção da distância já é o suficiente pra percebermos que o nosso planetinha é bem pequenininho, mas é nos pequenos frascos que estão os melhores perfumes, pelo menos pra gente essa máxima cai como uma luva

Encontre a Terra

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Mega Postagem

Só posso dizer que muita gente procura a palavra clitóris na internet, como sou muito educado não exporei aqui as palavras que acompanham esse órgão na pesquisa e que fazem com que as pessoas se deparem com o meu post Mega Clitóris de Hiena Malhada, que eu fiz para comemorar as 5.000 visualizações do Aopedavida, lá em junho. Só essa postagem já tem mais de 1.100 visualizações e, nos últimos dias, tem aumentado, acho que é a logística da pesquisa do Google. Então se você ainda não viu você é um dos poucos, não tem nada de pornografia não (ahhh), o assunto é bem legal e o caso dessas hienas é de cair o queixo. Não seja o único que ainda não leu, acesse e deixe seu comentário. Abraço.

Ereção Mortal

Um afrodisíaco para aumentar assassinatos
E voltando para a tara das pessoas por dinheiro fácil e prazer fácil. Quando o viagra chegou, uma turma de casais deu pulos de alegria, até que enfim um medicamento que iria aumentar a auto estima do homem e seria capaz de levantar o defunto que há muito estava lá, hibernando o sono dos justos. Junto com o viagra aumentou também o número de homens que morriam de ataques cardíacos, vão com muita sede ao pote e acabam derramando toda a água. Mas não é que ainda hoje tem gente que prefere utilizar um "remédio natural", daquele tipo sobre o qual não se tem nenhuma comprovação científica e que, ainda por cima, pode ser tão tóxico que não valha a pena. Pois é, e muita gente morre por isso, o "remédio" torna-se uma febre e a turma toda de impotentes otários que tem dinheiro para jogar fora vão lá e fazem isso com o maior gosto, ao invés de ir a farmácia mais próxima e comprar um dos tipos que já existem e que possuem eficácia comprovada. Não deixe de ler o link da tribo do Nepal, é broxante.

Nada sutil

domingo, 4 de dezembro de 2011

Loooooooooonge

Quão longe está o Sol? Outra visualização
O site é demais, o post é demais. Você sabe que o Sol está bem longe da Terra, não é? Você acha que tem noção de quão longe ele está, né? Pois o que esse autor teve o trabalho de fazer foi colocar em uma mesma figura o Sol e a Terra, porém seguindo as suas reais escalas. Faz o seguinte, entra lá no post e segue o que ele está dizendo, você vai se surpreender com o tamaho da figura que ele teve que fazer. Mas o trabalho valeu a pena, ele conseguiu me fascinar, primeiro por ter esse baita trabalho, segundo por querer fazer com que a gente se fascine. Não perca! E não deixe de xeretar nos vídeos do blog, um mais legal que outro.

Pôr do Sol

sábado, 3 de dezembro de 2011

Macarronada Magnética

Filme magnético
E se pudéssemos ver todos os campos magnéticos? Pois é, uma turma de artistas resolveu fazer um pequeno filme que nós dá um aperitivo de como as coisas seriam. Eu achei muito legal. Mais legal ainda é o site na qual esse vídeo está hospedado, lá você tem acesso a várias outras produções que tem como princípio divulgar a física. Não assisti todos mas, ao que parece, a qualidade é boa, os vídeos não são muito animados, mas as ideias mexem com o cérebro, e é isso que interessa. Aproveite.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Amor Numérico


11
Aproveitando que estou numa onda de números, matemáticos, cifras e afins vamos então entrar de cabeça. Esse vídeo conta um pouco de como o número 11 é importante para o nosso cotidiano, algo tão corriqueiro como o código de barras usa os múltiplos de 11 para regular sua regularidade (!). É muito legal quando eu encontro algum post que fala sobre os números e a matemática de uma maneira agradável, eu já postei algo parecido aqui e aqui. O cidadão que apresenta o vídeo fala bem, é bem didático e você pode hoje se divertir um pouco. Com o tempo eu vou nutrindo um amor pelos números que eu imaginei que não passaria nem perto da minha cabeça, pois não é que ele vem chegando de mansinho, tô afim de dar um chega pra lá nele pra deixá-lo esperto.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Desde 1831

Um gênio matemático fala sobre o ensino
E olha que ele fez muito mesmo pela matemática, além disso já com tão tenra idade era capaz de analisar com clareza como as salas de aula são, isso mexe muito comigo, mesmo elas sendo assim há muitos anos, são formados milhões e milhões de bons profissionais. Será que se a escola fosse diferente o número de bons profissionais seria maior? Essa é a pergunta que me perturba, eu acho que a resposta é sim, mas porque até agora o mundo não foi capaz de alterar o sistema, o que é que nos prende a essa solução? Não pode ser só comodismo, eu já ouvi falar de tantas e tantas soluções para melhorar o ensino mas não vejo elas sendo aplicadas. Leia o post, leia algumas frases do pequeno notável que morreu em um duelo de armas devido a um mal entendido com uma mulher (dá pra acreditar?) e veja que as reclamações de hoje já tem muito tempo. Já passou da hora da mudança se tornar efetiva e não só um bando de palavras como essas daqui.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cobaia

Você também pode ser um porquinho da Índia de Darwin
 Ótimo blog indicado pelo meu aluno João Brizzi, o que foi o responsável também por eu alterar o layout do Aopedavida. Valeu João. É o seguinte, Darwin foi um grande escritor de cartas, você pode encontrar mais de 7.000 cartas dele na íntegra, para todo tipo de pessoa possível, é bem interessante, é possível perceber que ele era um homem totalmente normal, com humor, respeito, e com uma paixão incrível pelo que fazia. O post que eu indico é sobre um teste de emoções faciais inatas que deveríamos ser capazes de reconhecer em qualquer pessoa, independente da sua cultura, uma maneira de se comunicar mas sem palavras, características comuns que fizeram com que fossemos capazes de reconhecer sentimentos vivendo em sociedade. Leia o texto e participe da experiência (já no primeiro parágrafo). Faça-a até o fim e observe os resultados obtidos por ele, além de comparar suas respostas com e de um monte de amigos famosos do Darwin, e assim você tem um pouco de noção de como eram os experimentos em um tempo no qual a metodologia científica ainda não estava totalmente arraigada como deveria estar hoje. Leia algumas das cartas e mergulhe por alguns minutos um pouco na cabeça desse que alterou o curso do mundo de uma maneira singular, talvez a alteração mais importante para a nossa sociedade moderna, e não estou exagerando. Quer ler um pouco mais sobre método científico? Impressionantemente eu achei o texto da wikipedia sobre o tema muito melhor do que eu imaginava, e olha que eu sempre fico com dois pés atrás, então veja um pouco mais aqui, está bastante completo e bem acessível. Tudo imperdível.

"Seus métodos não são ortodoxos mas ele consegue resultados"

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Grana Chifruda

Perdendo a batalha para salvar os rinocerontes
Olha só que coisa mais triste, um dos grandes mamíferos que existem (existiam) atualmente acaba de ser extinto, e a culpa é diretamente do homem. Não porque estamos precisando de campos para plantar, lugares para construir ou de carne pra comer, mas porque tem gente que "crê", sem nenhuma comprovação científica, sem nenhuma evidência decente, que chifre de rinoceronte moído é um excelente remédio anti-câncer e, acredite se quiser, tem gente que paga US$ 50.000 por um kilo do "produto". Você não tem noção do quanto eu fico revoltado com a matança de animais por um motivo tão tosco, as pessoas que vão ficar com o dinheiro não são os condenados que passam fome e vivem na miséria, quem fica com dinheiro é aquele cidadão que mora numa baita mansão e apaga o charuto num cinzeiro feito de pata de rinoceronte (olha só que objeto lindo de decoração para se ter em casa). Criar animais para matar e comer pode até ser questionável, porém ganha-se dinheiro com a produção de alimento, justo. Caçar um animal na natureza para arrancar o chifre, o dente, a pata, a cabeça não tem o menor cabimento, mostra o quão desgraçada pode ser a busca do dinheiro a qualquer custo. Não, nem tudo é válido pra você enriquecer. Tem gente que passa até por cima de parente pra "se dar bem" porque é que não vai então matar um bicho fedido que tá lá no meio do nada e que vale uma fortuna? O mundo pode estar longe de ser justo, mas se render ao pior aspecto da raça humana não é a solução.

Capitalismo mais que selvagem

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Peste e Tifo

As pandemias viajavam no galeão
Outro texto indicado pelo meu amigo Marcos Roberto, e esse é bem completo, brigado Marcos. O autor fala de alguns micróbios causadores de pandemias nos séculos passados fazendo uma ligação com um navio naufragado super conservado que ele encontrou num museu em Estocolmo e, como o próprio diz, as doenças eram piores que os canhões, não adiantava nada um navio ser tripulado com os melhores soldados e as melhores armas se eles não tivessem conhecimento suficiente para tentar evitar a propagação de doenças com alta taxa de mortalidade, como a peste e o tifo, por exemplo, já discuti um pouco sobre isso nesse post aqui. Adorei as explicações históricas que o autor adiciona ao texto, faz com que ele fique bem completo e mostra pra gente como tudo forma uma grande rede, o nosso conhecimento só é dividido em categorias pra ser um pouco mais "organizável", mas o que é fato é que tudo é uma grande história única, biologia, história, engenharia, política, guerra, tudo junto em um grande calderón.


domingo, 27 de novembro de 2011

Barbeiragem da Boa

Doença de Chagas inspira nova droga
Estava eu lá numa das escolas na qual trabalho quando meu diretor (que também é biólogo) chegou com essa notícia impressa em um pequeno papel, achei muito legal e já lhe disse: essa aqui vai para o Aopedavida. E olha só ela aqui. A nova droga do título amenizaria as lesões provocadas na pele pela radioterapia (essas lesões costumam ser graves, a dor é tanta que os pacientes não conseguem continuar o tratamento). Só isso já seria ótimo, mas o mais doido de tudo é o que uma determinada proteína do Trypanosoma, o protozoário responsável pela doença de Chagas (Carlos Chagas foi um grande infectologista brasileiro que desenvolveu trabalhos com o Osvaldo Cruz, ele foi o primeiro cientista a especificar todos os pormenores de uma doença parasitária), é capaz de impedir que colônias de bactérias formem biofilmes dentro de vasos sanguíneos cheios de placas de colesterol e facilitem um quadro de infarte (infelizmente, por enquanto, isso só foi observado em coelhos, mas quem sabe num futuro próximo...). Quem tem Chagas tem uma série de problemas, corre um risco maior de morrer de insuficiência cardíaca, o coração fica muito grande para sua função, mas dificilmente morre de infarto, que é quando uma determinada área celular fica sem irrigação sanguínea e tem suas células danificadas e, no caso do coração, substituídas por um tecido fibroso que não é capaz de responder aos estímulos elétricos responsáveis pelos batimentos cardíacos. Dependendo da região afetada o coração pode até parar, e ai é comum dizer que o cidadão morreu de "infarto". Quem diria que podíamos encontrar algo bom numa doença que afeta tantas pessoas pelo mundo, é aí que entra a maravilha da natureza, podemos encontrar nossa salvação no meio da desgraça plena, é algo bom para ficar pensando num domingo a noite.

A picada não é nada, o problema são as fezes

sábado, 26 de novembro de 2011

O 2 é Roxo


Onde se cheiram as cores?
 O assunto é meio batido, acho que muita gente já ouviu falar, mas não deixa de ser legal, e o artigo no qual o autor se baseou é super recente, então, por que não?. O Oliver Sachs é um autor que relata casos desse tipo, eu tenho aqui em casa "O homem que confundiu sua mulher com um chapéu", no qual ele relata casos estranhissímos ligados ao cérebro e a sinestesia é um deles. Além das nossas funções involuntárias, possuímos o dom de responder aos estímulos que o mundo nos dá, sabe aquele história do tato, olfato, visão, audição e paladar? Pra muitas pessoas existe o olfaladar, por exemplo. Gostaria de experimentar ser sinestésico por um dia, e só, imagine que doidera seria ouvir uma sinfônica e ver quais cores e em que intensidades elas apareceriam. E tudo isso pode ser causado por um gene, que tem o poder de embaralhar todo nosso ensinamento fechadinho do ensino fundamental e fazer você ver uma cor quando ouvir a palavra verde, e essa cor pode ser o roxo!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Samambaia

O revestimento das samambaias
As células dos vegetais possuem um revestimento chamado de parede celular, ele é bem rígido e funciona como um exoesqueleto individual para cada célula, apesar disso ele é totalmente permeável. Pois bem, até pouco tempo se imaginava que só houvessem dois tipos básicos de parede, o que esses pesquisadores descobriram é que existe um terceiro "tipo", presente em células de avencas, rendas-portuguesas e afins. Algo muito interessante é saber que ela tem uma considerável quantidade de manose, um açúcar que pode ser utilizado para se fazer biocombustível, as leveduras quebram a bendita e liberam etanol. É o futuro! Carro movido a álcool de samambaia, tecnologia 100% brasileira, o combustível dos anos 70 revisitado, todas as senhoras de meia idade vão querer ter um carro assim! Será?

Acredite, sou eu, veja os outros fotografados aqui

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Elucubração

Conceito de espécie: bases (i)lógicas?
Não pude deixar de postar esse texto aqui, já vou avisando que é pra quem tem paciência e curte mesmo a cladística, que curte a discussão sobre táxons e sobre as definições que damos as classes, as categorias. O ser humano é, essencialmente, um categorizador, nós gostamos de armazenar conceitos, eu diria até colecionar. O autor do post começa lá em Platão, passa por Aristóteles, essencialismo, lógica formal, implicações bicondicionais e chiforímpolas. Gostei da maneira informal com a qual ele escreve, fica tudo mais palatável, considerando que esse é um daqueles assuntos no qual o jogo de palavras tem um peso incrível, mas é muito bom quando você chega ao fim de um texto comprido e conseguiu entender qual era o intuito do texto. Um dos conceitos de espécie que sou encarregado de passar para os alunos é aquele velho conhecido: semelhanças e filhotes férteis, pelo que entendi isso está mais para um conceito histórico do que para algo realmente aplicável, acho que vou propor a leitura desse texto para os meus alunos, para ver se eu consigo, de uma vez por todas, fundir o cérebro categorizador que eles, e eu também, temos.

By T. Ryan Gregory

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Polegar e Corrente


Encontrado o polegar das aves
Calma, as aves continuam a ter asas, o que o trabalho gostaria de identificar era onde estava o polegar das aves, quer dizer, onde estava o dedo que é originado por um determinado gene que origina o polegar em vários outros tetrápodas. Eles acharam o gene, mas ele não produzia um polegar, ao invés de desistir eles procuraram nos outros genes e descobriram que um deles, que deveria originar o indicador, era que estava originando o "polegar" da asa, o gene pulou de posição, isso não é novidade, genes pulam mesmo, o legal é achar um caso como esse no caso mão/asa.

Cientistas derrubam a lei da gravidade! NOT!
Chega de corrente (só valem as do Aopedavida), ainda mais quando as informações contidas são pura invenção. Nós temos aquele sério problema de só lermos título e resenhas (como as que eu escrevo aqui, não preciso te dizer novamente que você deve ler o post original, né?) e isso faz com que passemos adiante dados pecaminosos, como o contado no post original. O caso é muito interessante, pule pra lá e dê só uma olhada, veja como até a "nata intelectual brasileira" é capaz de ceder a sensual Corrente, o e-mail circulava dentro da lista de um curso de graduação da USP.

UOU! 20.000 Visualizações

E não é que esse dia chegou antes do que eu previa! O blog tem um pouco mais de 8 meses de vida útil e já tem um número considerável de visualizações, se eu consegui fazer com que todas as pessoas que entraram se interessassem por alguns posts eu já estou mais do que satisfeito, mas o projeto ainda está longe de terminar, a data derradeira é dia 10 de março de 2012, quando o Aopedavida completará um ano de postagens diárias. Continuo agradecendo a todos que visitam meu blog, especialmente aqueles que visitam diariamente (né, mãe?) e a todos aqueles que já me indicaram uma postagem, me ajudaram a escrever ou que já escreveram aqui (agradecimento mais que especial para o Gustavo Lepore e para a Flávia Winck) e um super agradecimento para aqueles que estão me incentivando fazendo mil elogios e me deixando com um baita sorriso na cara. Muito contente!

Obrigado

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Emoção Virtual

Vou xingar muito no twitter...e parar na Science!
Veja só que coisa doida, o que é a associação de cientistas, um software muito doido que avalia as emoções expressas em mensagens, a grande rede e o períodos do dia no qual nosso humor está mais amigável ou não? É um trabalho bem interessante que mostra pra gente que o humor parece ser algo fisiológico, parece que todos sofremos num ritmo circadiano, que significa que temos períodos específicos de humor durante o dia, independente do que aconteça a nossa volta. Achei muito legal, e o autor do post original também, o fato de eles terem usado mensagens espontâneas de muita gente, de diversas partes do mundo, a ideia agora é saber exatamente o que acontece com o nosso cérebro nesses momentos e tentar fazer uma associação bem trabalhada no evolucionismo para tentar mostrar uma possível vantagem evolutiva desse fenômeno. Legal.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Baita Achado!

Introdução a evolução e a seleção natural
Sabe aquele site absurdamente legal e extremamente útil, que você gostaria de ter achado há muito tempo, pois é, o André Boldrin, já colaborador oficial do Aopedavida, me indicou esse da Khan Academy. Eu coloquei aqui um vídeo de um dos autores explicando um pouco de seleção natural, como se estivesse numa lousa, com uma linguagem bem simples e acessível, mas esse vídeo é só uma minúscula amostra do que o site realmente é. A proposta deles é ser um centro de aprendizado virtual do mais completo possível, eles trazem exercícios de assuntos dos mais diversos, a parte da matemática é muito, mas muito completa mesmo, tem de tudo que você possa imaginar, começam a matemática lá da base, do 1+1 e vão até polinômios e além, a parte de história da arte é de babar, o autor vai analisando as obras em mínimos detalhes. A parte de biologia não fica pra trás, também é interessante (mas não chega nem perto da matemática). Enfim, esse site é imperdível, ele está todo em inglês mas os vídeos tem legendas em português, essa não será desculpa para você não assistir. Não gosta de evolução? Sem problema, acesse o link ai em cima e parta para a página principal, lá no Watch, em cima a direita, e viaje num mundo de informações muito bem trabalhadas e que me deixaram de boca aberta. Vá até lá agora, fazia tempo que eu não achava algo tão impressionante na rede, graças ao meu querido ex aluno. Valeu André.

Fiquei todo bobo

Ps: estou buscando tudo que posso na rede e achei esse texto sobre o Khan aqui interessante, num blog filosófico, assim como esse outro, se lhe interessar.

domingo, 20 de novembro de 2011

Bobagem Atrativa

Piruvato
Nunca fui muito de fazer musiquinhas para lembrar de algo, no caso dessa turma eles fizeram um musicão, com um letra comprida pra caramba, e cheia de todas as enzimas e moléculas possíveis do metabolismo celular. Não sei qual era a ideia primordial da turma (acho que era se divertir) mas eles acabaram chamando a atenção de alguns alunos (um dos meus foi o responsável por me fazer lembrar dessa música, o Lucas Pompeu, eu já a havia visto em algum outro blog do qual agora não me recordo). Ele estava achando a coisa mais divertida e disse que iria decorar a música toda, se ele conseguir esse feito vai lembrar de mais nomes de molécula do processo do que eu lembro. Acho que nesse ponto o vídeo e a música cumprem um papel muito legal, que é o de fazer o aluno se excitar com o assunto, ficar realmente entusiasmado com algo tão importante para a manutenção da vida (como a respiração). O vídeo é bem bobo, mas é isso que chama mais a atenção nele, com relação a precisão do conteúdo ainda não tive tempo de esmiúça-lo por completo, mas várias partes trazem conceitos corretos, mas acho que isso nem vem ao caso, só de conseguir atrair atenção para uma via molecular tão complexa eles já estão de parabéns. Assista ao vídeo aqui.

Super Gagarin, esse sim um super-herói de verdade

sábado, 19 de novembro de 2011

Moleza


De onde vem o mol?
Ensino médio, lá em 96, aprendi o que era mol, aprendi como usá-lo, fiz várias provas utilizando o conceito e também decidi criar o meu número, o Bitaxon, que é igual a 4.567, então se você tiver 4.567 elefantes você tem um Bitaxon de elefantes, um Bitaxon de moléculas de glicose e você tem 4.567 moléculas. Sim, eu simplesmente escolhi esse número e lhe dei um nome, não usei nenhum tipo de referência a não ser a sequência de quatro números inteiros partindo do 4. Um Mol usa, como princípio, a mesma ideia, dar um nome para um número, só que esse número significa algo, ele é igual ao número de moléculas que existem em 12g de C-isótopo12. Pronto! Só isso? Só, quer dizer então que eu posso ter um Mol de elefantes? Isso mesmo, aproximadamente 600.000.000.000.000.000.000.000 elefantes. E, a partir desse número com nome, podemos encontrar um monte de relações em química que podem nos ajudar a entender melhor como lidar com os elementos, usando a arte da comparação. Até hoje tem muito aluno que pena quando tem que lidar com mol, eu costumo mostrar um trecho do Cosmos, no qual o Sagan conta a história do Googol, um número gigante: 10 vezes 10 elevado a 100 (inventado por Kasner), que foi o nome base para o Google (muitas informações) essa rede que me hospeda. Sagan diz uma frase inesquecível no mesmo episódio: "Um Googol está tão longe do infinito quanto o número 1"!!! Eu acho isso muito louco, faz a gente pensar muito. A proposta para hoje é que você pegue um número para você e dê um nome, depois divulgue para o mundo, simples. Bom trabalho.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Sarampo Anti-tumor?

Revisitando as origens do contágio: história do sarampo
Sempre que ouço falar de sarampo lembro das campanhas de vacinação e do Zé Gotinha, aquele boneco branco com cara de gota, que você pode ver aqui dançando com a Xuxa, ela fazia campanhas constantes de vacinação, era uma garota propaganda. A doença é causada por um vírus altamente contagioso, que invade células de defesa do tipo linfócitos e provoca diversos sintomas, entre eles essas pintinhas avermelhadas por toda a pele, como mostrado pela coitadinha da menininha ai do desenho. Existem algumas lacunas no ciclo da doença e uma acaba de ser preenchida, dois grupos descobriram a proteína específica a qual os vírus se ligam nas células do trato respiratório que lhes permitem então serem transmitidos via tosse, espirro e afins. Algo muito interessante dessa descoberta é que a mesma proteína, a nectina-4, também é encontrada em grande número em alguns tipos de tumores, um ótimo caminho agora seria um estudo nessa frente, a de modificar o vírus do sarampo e fazer com que ele invada e destrua as células tumorais, mas sem atacar nossos linfócitos, não seria demais? A terapia viral caminha a passos lentos, mas eu acredito na tese de que ela será essencial para o tratamento de doenças das mais diversas no futuro. Veremos.

A sarampada é a acima/esquerda

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Curiosidade


Rover marciano Curiosidade
Eu tenho, você também e a NASA também, e lá vai mais um "robozinho" (que de inho não tem nada, é quase do tamanho de um carro e tem um mini laboratório dentro dele, e ainda transmite os dados pra gente aqui na Terra) explorar os terrenos montanhosos do planeta vermelho, que apesar de vermelho é bem gelado, ao contrário do que muita gente pensa, com os dados obtidos poderemos conhecer mais o planeta no qual nossos descendentes morarão quando nós acabarmos com a Terra, espero que daqui uns 30 anos, quando eu já tiver 60ão tenha dinheiro suficiente para gastar numa viagem para Marte, irei congelado, tipo em um coma induzido, chegando lá vou passear de buggy nas dunas e tentar encontrar a Terra no céu, acompanhado de duas luas. Esse dia está chegando, ele está vindo e ninguém poderá fugir! Rararararara. O vídeo do post é demorado, mas é legal assistir inteiro, eles fizeram um a animação bem convincente, mostra o rover chegando, dando suas voltinhas e fazendo suas análises, gostei, é divertido, nos últimos dois minutos é difícil continuar mas mostre toda sua coragem e vá até o final, vendo um terreno marrom e um robô muito doido.

ps: hoje saiu uma matéria na folha, a respeito do Robô e do seu lançamento, que você pode ver aqui

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Corpo Primitivo

Estromatólitos

Bactérias com corpos: procariotos multicelulares
Post bem intuitivo e didático falando de seres que provavelmente existem na Terra há bilhões de anos e que desenvolveram uma técnica para viverem juntos, multicelularmente falando. Esses são as cianobactérias, elas são capazes de cumprir todos os requisitos necessários para classificarmos um ser como formado por várias células, mais precisamente a autora fala do heterocisto, célula que impede que o oxigênio atravesse sua membrana e, nesse meio intracelular sem O2, é capaz de fixar nitrogênio para as células vizinhas, que então fornecem os produtos da respiração para ela, assim obrigatoriamente elas devem viver fisicamente juntas, tem formas diferentes e dependem uma da outra Muito legal e simples, outro exemplo de como os seres vivos, mesmo os mais primitivos, podem nos surpreender.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Máscara Açucarada

Fibras funcionais pegam gripe antes de você
Olha só que simples e prático (os estudos ainda são iniciais, mas quem sabe não vejamos esse produto sendo vendido em larga escala em pouco tempo): a ideia é fazer uma máscara que impeça que o vírus da gripe atinja suas mucosas- mas toda máscara não faz isso?- mas essa faria usando de uma propriedade que conhecemos, os vírus da gripe atacam as células se ligando a carboidratos presentes nas suas membranas, se colocarmos essas moléculas na máscara, os vírus se ligarão nelas e serão incapazes de se ligar as nossas células. Leia a notícia inteira, ela está lá esperando por você, é só clicar no link ai de cima.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Mãos que Não curam

Ajustes quiropráticos podem curar seu DNA?
Outro daqueles posts que me fazem ter raiva dos cidadãos que, para faturar mais do que já faturam, usam do nome da ciência para obter credibilidade, mas sem usar nenhum tipo de recurso da ciência. O caso é o seguinte, alguns quiropráticos andam dizendo que sua prática é capaz de auxiliar o corpo e fazer com que as células tenham um reparo do DNA mais eficiente. Problema: eles não propuseram um método decente para provar essa afirmação, erraram nos cálculos e ainda publicaram seus "resultados" numa revista de pseudociência (sim, existem muitas revistas que se declaram científicas mas que são pura balela). Que uma massagem nos músculos podem relaxar e que uma pessoa menos estressada pode viver mais e melhor nós já sabemos, mas daí querer extrapolar tudo e tentar fazer com que acreditemos em algo mentiroso já é apelação demais. Leia o post, ela fala também do Dr. Oz, e não fala bem.