terça-feira, 19 de julho de 2011

Ressuscitação Cardiopulmonar

Esse é da minha mulher, espero que ela saiba salvar
 
Morte súbita: parada cardíaca, ataque cardíaco e o que você pode fazer
Outro post de utilidade pública, vai que você se depara com essa situação algum dia, mas calma, não vai sair por aí apertando o peito de qualquer acidentado que você vir. Se for um caso grave, de trauma, por exemplo, ligue direto pro 193. Tá, você chegou e a pessoa está lá, desmaiada, primeiro veja se não há perigo pra você, tipo um fio energizado (se você morrer também serão duas vítimas), ponha a mão no ombro dela e pergunte em voz alta se ele está bem, e verifique se ela respira normalmente. Não respondeu, não tá respirando, ligue pro 193 ou 192 (se você souber que a região oferece o serviço do SAMU), peça que tragam o desfibrilador (acredite tem ambulância que não tem, e Brasil). Não deixe de ligar, alguém vai ter que chegar pra te ajudar, e bora partir pra RCP (ressuscitação cardio pulmonar), basicamente você será o coração da pessoa enquanto o socorro especializado não chega. Mas acredite, você vai cansar, não é uma massaginha cardíaca, é um massajão de, no mínimo, 100 vezes por minuto, contando alto (num dos comentários a autora diz que tem que ser feito no ritmo da música Stayi´n alive, do Bee Gees, veja aqui que é legal), você deve comprimir com, no mínimo, 5 cm o peito da pessoa, bota força mesmo, pior que tá a pessoa não vai ficar, e torça pra você aguentar firme enquanto o Socorro especializado não chega (veja aqui como você deve posicionar as mãos). Força e rapidez são as palavras de ordem, faça exercícios todo dia, bota um pouco de músculos nos braços, ombros e costas, vai que um dia você precise fazer a RCP, vai ter que fazer direito. Veja aqui, já na página 3, a mais recente indicação da American Heart Association (AHA), de 2010, de como lidar com a RCP de adultos por socorrista leigo. Meu primo Daniel Camargo, estudante de medicina e excelente socorrista (que eu espero que esteja por perto quando eu precisar) que me indicou a AHA e disse que é a melhor fonte para o caso e ainda por cima me ajudou muito a escrever o post, brigadão Daniel, ele indicou praticamente todos os links desse post. Não entendeu nada? Deixe que o chinês do filme "Se beber não case" explica pra você, veja o vídeo divertídissimo aqui. Que a força esteja com você, principalmente quando você tiver que fazer um RCP.

2 comentários:

GuH! disse...

Oba, me exercitar! AIEUAHIUEHAIUEH

Acho que a única maneira de eu continuar a fazer exercícios físicos, além de correr pra lá e pra cá dentro de um hospital, vai ser quando eu fizer RCP! Ô beleza! (Não me chamem de maligno, a culpa não é minha que fazer exercícios físicos inunda o cérebro de endorfina!

Ótimo post professor (e primo)! Será de bom uso para o geral que visita o blog, afinal, quem nunca viu um acidente ou mesmo não escutou um barulhão na rua e foi lá ver o que era?

Grande abraço!

Vinícius Penteado disse...

Ce viu só Gustavo, até nisso eu me intrometo. Juro que ficarei até a míngua fazendo RCP em alguém que caia do meu lado. E manda ver no exercício mesmo. Abraço
Valeu pela visita