sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sangue Rejuvenescedor

Sangue jovem rejuvenesce cérebro velho
Por enquanto só funciona em camundongos, mas quem sabe no futuro essa não seja uma ótima alternativa para a gente, se bobear eu já poderei tomar drogas baseadas nesses estudos, que maravilha poder atrasar ainda mais a degradação das minhas funções cognitivas. É o seguinte, os pesquisadores fizeram vários experimentos para mostrar que no sangue de animais velhos existem fatores que inibem o surgimento de novas células cerebrais e que, no sangue de animais novos, existem fatores que fazem exatamente o contrário. Mas no meio deles tem o experimento mais legal de todos, eles pegaram um rato velho e um novo e fizeram um "siamês forçado", grudunharam os dois e fizeram com que os sangues se misturassem, o que eles descobriram é que os ratos velhos ganharam mais células nervosas (é isso mesmo, existem células tronco no encéfalo, novos neurônios surgem durante nossa vida, além de uma grande plasticidade, nosso encéfalo também tem células "sangue novo" surgindo) e os coitadinhos dos jovens tem sua capacidade diminuida. Não se sabe ainda quais exatamente são esses fatores, onde exatamente eles são produzidos, mas na análise proteômica já foi possível identificar ao menos uma proteína que parece participar do enrosco. Já sei, vou comprar um bebezinho vietinamita e amarrar seus vasos com os meus e deixá-lo grudadinho nas minhas costas, tipo uma mochilinha, assim os fatores do sangue dele passam para o meu e eu mantenho meu cérebro sempre jovem! É brincadeirinha, de humor negro e de gosto duvidoso mas ainda assim uma brincadeira, desculpem os vietinamitas que já sofreram tanto, perdoem minha falta de educação.

2 comentários:

GuH! disse...

Pronto! Achei um bom motivo para ter um filho! Brincadeira, haha!
Acho que, se os estudos continuarem com tudo, essa técnica pode ajudar a retardar alguns sintomas relativos às doenças degenerativas, como o Alzheimer, Parkinson, Huntington, e até mesmo as desmielinizantes, como as escleroses e as leucodistrofias... e além de tudo, vai dar para deixar os cérebros dos gênios trabalhando por mais tempo, para o nosso bem!

Abraço!

Vinícius Camargo Penteado disse...

Valeu Gustavo!
Realmente achei esse post muito interessante, tomara que as pesquisas nesse campo continuem. Abraço