sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Lá dos Primórdios

Não existem cemitérios para as bactérias
Pode ser então que hoje existam bactérias que são geneticamente idênticas as que existiram há dois bilhões de anos atrás, por exemplo. É muito doido pensar que algo assim é possível, eu fico pirado, e não é pra menos, nosso "ser" humano faz com que queiramos humanizar tudo e todos, e dá uma baita inveja de algo que vive muito mais do que nós. Mas o preço a pagar seria esse, ser uma bactéria. Prefiro viver meus 100 aninhos a ser um pacotinho de genes que não faz muita coisa a não ser se dividir. To sendo injusto, as bactérias fazem muito, sem elas muito do que conhecemos não existiria, mas também poderíamos eliminar toda a linha branca de casa, não precisaríamos lavar roupa e nem os pratos, nem precisaríamos tomar banho, poderíamos deixar a comida no prato para chucharmos um pãozinho no dia seguinte. Demais. A técnica desenvolvida para tirar as fotos e acompanhar a multiplicação celular também é bem legal, criaram até um aparelhinho próprio para isso, é na hora da necessidade que o cérebro resolve botar suas ideias pra fora. Se você quiser ler um pouco mais sobre imortalidade e seres antigos de uma olhada aqui e aqui, em outros posts do Aopedavida.

2 comentários:

GuH! disse...

Ser imortal... quem não gostaria? Ou melhor, quem não gostaria de estar vivo quando algum desses doidos que estão representando os países decidirem lançar um estalinho atômico, que vai destruir o mundo como o conhecemos, ou mesmo tomar uma COMETADA na cabeça quando um desses corpos celestes ficar com raiva da Terra e decidir dar uma pancadinha nela. Eu hein? Partilho da seu comentário professor, prefiro viver meus 100 aninhos, e espero que durante esse tempo nenhum desses tapados de terno protegidos pela(s) sua(s) constituição(ões) decidam soltar uma dessas bombas que têm em mãos.

Mas enfim, voltei professor! E já escrevi um artigo, enviei no seu e-mail, espero que goste!

Grande abraço!

Vinícius Camargo Penteado disse...

Ae Gustavo
Ainda bem que voce voltou, fiquei contente
Grande abraço pra você também