quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Hanneurobal Lecter

Dietas restritivas fazem neurônios se canibalizarem
De acordo com o post, quando passamos fome nossos neurônios acabam liberando na corrente sanguínea moléculas geradas a partir da degradação das suas partes, essas moléculas então fazem com que o apetite seja ainda mais estimulado. Seguindo a mesma linhas períodos de jejum muito prolongados podem fazer com que um número grande de neurônios se canibalizem, apesar de que esse meu pensamento pode estar totalmente equivocado, o corpo pode reagir de uma maneira muito diferente a períodos longos, e o artigo não se aventura por esse caminho. Dietas restritivas devem ser feitas com acompanhamento médico, essa história de para de comer do dia pra noite é perigosa e pode te prejudicar muito mais do que você imagina, mas faça a mudança, coma de tudo e em quantidades moderadas, e vá fazer exercícios pra consumir o possível excesso. O segredo da dieta perfeita todo mundo já sabe, mas tem gente que insiste em tomar a maldita sopa de repolho milagrosa, e só, e passar uma baita fome e nunca mais querer ouvir falar do vegetal, sendo que tem tanto chucrute bom por ai.

Xô obsessão

Um comentário:

GuH! disse...

É um fato promissor para a sintetização de um fármaco capaz de ajudar no emagrecimento. Usufruir de um complexo não hormonal é o melhor a se fazer a esta altura do campeonato, porque o que mais se encontra por aí são pessoas se entupindo de hormônios tireoideanos para aumentar o metabolismo, e depois que o remédio acaba, a pessoa até desmaia porque não os produz naturalmente e acaba tendo sua taxa metabólica exacerbadamente baixada. É feio de se ver, acho que vou escrever sobre isso. Haha

Um abraço professor!