terça-feira, 18 de outubro de 2011

Auto Conhecimento

Saúde da mulher: sobrevivendo ao seu médico
Já falei isso aqui no blog outras vezes mas não custa nada bater sempre na mesma tecla: Estude! E estude principalmente Biologia, conheça seu corpo, conheça os microorganismos, conheça um pouco do ambiente que o cerca, saiba quais medidas simples você pode tomar pra manter a Terra um pouco mais íntegra e estável. No post o autor conta a história de um de seus parentes que morreu devido a um tumor da adrenal que desencadeou sintomas que foram confundidos com stress, e as medidas para resolver os problemas não foram tomadas. Não estou dizendo que devemos ficar constantemente preocupados com a saúde, mas o que o autor diz, e eu assino embaixo, é de que conhecemos nosso corpo, quase que instintivamente, e sabemos quando alguma coisa não está bem, se você tem uma leve desconfiança que seu médico errou no diagnóstico procure outro e, se o outro médico disser o mesmo mas você não se contentar, procure outro (e vá a falência). Dê valor a sua intuição, ela pode ser um sinal mandado de forma truncada pelo cérebro, conhecemos pouco ainda da forma como o bendito se comunica com o nosso "ser consciente". E minha mulher então que foi no médico dizendo que tinha dor no estômago, o bendito cismou em dizer que a dor não era lá, fez ultrassom de tudo, pâncreas, fígado, rins e nada de fazer do estômago (e olha que ultrassom nem serve pro estômago). Ainda bem que a dor passou, porque no ultrassom estava tudo normal. E o estômago? Pra esse ele receitou um anti-ácido, que já havia sido tomado sem efeito, por isso a procura do médico.

5 comentários:

GuH! disse...

Assino embaixo também. Hoje em dia o que mais se encontra são médicos que não dão valor algum ao que o paciente fala. Uma mãe de um amigo meu estava com um "calo" bem feio nos pés, e não tinha cara de olho-de-peixe, então ela foi ao médico e disse a ele que o "calo" doía muito e ela não conseguia ficar em pé por muito tempo (o que é um problemão para uma professora), e o mesmo encaminhou ela a uma radiografia, só que dos PULMÕES e ainda por cima, receitou interferon (que é antiviral, por causa do suposto olho-de-peixe). Outro dia fui na casa do meu amigo, e ela me contou tudo isso, e ainda me mostrou o "calo", e parecia um tumorzinho escondido embaixo. Não falei nada, mas falei pra ela ir em outro médico e ela disse que já tinha até marcado. Não deu outra, ela foi, fizeram uma biópsia e confirmaram, ainda bem que deu tudo certo e não era nada tão grave, afinal, se o tumor fosse maligno, ela provavelmente estaria enfestada, pois esse "calo" persistiu por uns bons 3 anos, a dor intensa veio depois, disse ela.

Então aconselho mesmo ir visitar vários médicos quando estiver "encucado" com algum sintoma ou doença, porque muitas vezes estes médicos nem são médicos porque querem, são porque os pais os fizeram ser na marra ou porque falam que ganham (os médicos) muito dinheiro. Aiai, este Brasil.

Abraço professor!

Anônimo disse...

Vi, ultrassom não pega estomago...
Daniel

Vinícius Camargo Penteado disse...

Brigado Dã
Tá vendo, pior ainda, quer dizer que ele não deu mesmo a mínima bola pro que a Marilene estava falando
Um abraço
Gostei do comentário

GuH! disse...

O médico pode ter requisitado um exame radiológico de estômago, usando contraste, daí daria pra ver alguma coisa. Mas como neste post estamos falando mal dos médicos, deixa pra lá. Haha

Abraço!

Vinícius Camargo Penteado disse...

Não é falar mal de médico, é falar mal de médicos que não são bons diagnosticadores. Tá certo, eu sei que é muito difícil fazer um diagnóstico e que a maioria dos pacientes não tem nada mesmo, dá mais dois dias que a dor passa, mas que ser subjugado é ruim isso não tem o que discutir.
Valeu Gusatvo
Abraço